|terça, 19 Junho 2018

Temer regulamenta saques do Pis/Pasep; saiba se você tem direito

O pagamento para todas as idades deve injetar R$ 39,5 bi na economia

COMPARTILHECOMPARTILHE

O presidente Michel Temer sancionou hoje (13) a lei e assinou o decreto que regulamentam os saques das contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), para todas as pessoas quem tenham o benefício. O pagamento das cotas deve injetar R$ 39,5 bilhões na economia. O impacto potencial no PIB é na ordem de 0,55 ponto percentual.

Temer pediu à equipe do governo que haja uma ampla divulgação da medida, nas redes sociais, televisão e jornais, para que todas as pessoas que tenham direito possam sacar o dinheiro. “São valores depositados até 1988 e estão lá paralisados, engordando um pouco a Caixa e o Banco do Brasil, enquanto devem engordar financeiramente aqueles que são beneficiários, os trabalhadores”, disse.

O objetivo, segundo o presidente, é movimentar a economia brasileira, assim como ocorreu com o saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que injetou cerca de R$ 43 bilhões na economia. “E são valores preciosos”, ressaltou Temer. “Aqui são R$ 39 bilhões que podem não só satisfazer aqueles que vão buscá-los, mas também inserir isso na economia brasileira.”

Quem tem direito

Tem direito ao saque servidores públicos e pessoas que trabalharam com carteira assinada de 1971, quando o PIS/Pasep foi criado, até 1988. Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A partir da próxima segunda-feira (18) até o dia 28 de setembro, qualquer pessoa titular de conta do PIS/Pasep ou seu herdeiro podem sacar os recursos. Quem puder aguardar para resgatar o dinheiro a partir de agosto, poderá ganhar um pouquinho a mais, pois o reajuste dos valores nas contas para o exercício 2017/2018 será feito em julho. No exercício passado, o reajuste foi de 8%.

O Projeto de Lei de Conversão 8/2018, decorrente da Medida Provisória (MP) 813/2017, que permitiu os saques, foi aprovado pelo Senado, no dia 28 de maio.

Desde a criação do PIS/Pasep, em 1971, o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completasse 70 anos, se aposentasse, tivesse doença grave ou invalidez ou fosse herdeiro de titular da conta. No segundo semestre do ano passado, o governo já tinha enviado ao Congresso duas MPs reduzindo a idade para o saque a partir de 60 anos, sem alterar as demais hipóteses de acesso a esses recursos.

Beneficiados

O público total beneficiado pela medida é de 28,7 milhões de pessoas e, dessas, cerca de 3,6 milhões já fizeram o saque até maios de 2018. Do total dos recursos, R$ 5 bilhões já foram resgatados pelos cotistas e R$ 34,3 bilhões ficarão disponíveis para serem sacados no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal.

Para saber se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar os sites www.caixa.gov.br/cotaspis e www.bb.com.br/pasep.

Nos próximos dias, o Ministério do Planejamento detalhará os cronogramas de saques. Aqueles que tiverem conta-corrente na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil terão o depósito feito automaticamente a partir de 8 de agosto. Os demais cotistas poderão fazer os saques diretamente nas agências da Caixa e Banco do Brasil ou solicitar a transferência sem ônus para suas contas em outros bancos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Cidadãos armados enfrentam criminoso e evitam um possível massacre em loja do Walmart de...

Jovem encontra ex assistindo a Copa com outro e parte para cima dela com...

Armas para todos!

Jovem bate em namorada e tenta atropelá-la de caminhão por ela o mandar tomar...

Polícia Militar, Civil e até Exército são acionados por causa de confusão em festa

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Colégio de Presidentes da OAB-MT cobra da PGE transparência na programação do pagamento de dativos
O que está por trás da “estadualização” do Parque Nacional de Chapada?
Inscrições para prêmio mundial em educação estão abertas
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
TCE cita atrasos aos municípios mas dá parecer favorável às contas de Taques
Redes sociais terão que informar publicações impulsionadas por pré-candidatos
Taques se perdeu em algum ponto do caminho que começou em 2015
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Retirada da vacinação contra a febre aftosa é tema de encontro em Cuiabá
Tangará da Serra recebe pacote de investimentos em todas as áreas
CNA e governo vão atuar na prevenção e no combate à criminalidade no campo
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Roupa Nova confirma show em Cuiabá no dia 20 de julho; ingressos à venda
Concerto gratuito reúne coral infanto-juvenil e orquestra de câmara na UFMT
Cuiabá recebe, em 23 e 24 de junho, primeira Mostra de Dança Infantil
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Seleção brasileira começa a se preparar para enfrentar a Costa Rica
Obesidade atinge quase 20% da população brasileira, mostra pesquisa
Prédios de nove delegacias serão inaugurados pela Polícia Civil
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Por até R$ 23 mil, concurso da Polícia Federal oferece 500 vagas
Senai Distrito Industrial abre 590 vagas em cursos com início das aulas em junho e julho
ONG que promove desenvolvimento jovem internacional abre seleção para membros
X