|terça, 19 Junho 2018
Mauro Savi
(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

STJ nega liberdade ao deputado Mauro Savi; Assembleia também recorre

COMPARTILHECOMPARTILHE

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou a liberdade ao deputado estadual Mauro Savi (DEM), preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) desde 9 de maio. A ministra Maria Thereza de Assis Moura, relatora do processo, negou, nesta terça-feira (12), o pedido de liminar no habeas corpus feito pela defesa de Savi na segunda-feira (11). Essa é a segunda vez que a ministra nega soltar o deputado.

Paralelamente a isso, a Assembleia Legislativa recorreu ao STJ para soltar o parlamentar com base na resolução aprovada em plenário na terça-feira passada (5). Com 14 votos favoráveis e 4 abstenções, os deputados decidiram revogar a prisão do colega. A Assembleia pediu ao Tribunal de Justiça que soltasse Savi com base na resolução, porém, o desembargador José Zuquim Nogueira negou a liberdade dele.

O magistrado afirmou que, ao aprovar a libertação do colega em plenário, os deputados usurparam a competência e a função judiciária, “além de avançar em deliberação que não estava autorizada pela Constituição Federal”. Zuquim disse, na decisão, que a Assembleia interpretou a Constituição de forma equivocada pois, segundo ele, os parlamentares estaduais não têm as mesmas prerrogativas dos parlamentares federais.

Mauro Savi foi preso preventivamente em 9 de maio, na Operação Bônus (segunda fase da Bereré), do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco). Ele é acusado de liderar um esquema de corrupção no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Outras 57 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Estadual (MPE), entre elas o ex-secretário-chefe da Casa Civil Paulo Zamar Taques, e seu irmão, o advogado Pedro Jorge Zamar Taques.

Além de Savi, outros seis deputados estaduais também foram denunciados: José Domingos Fraga Filho (PSD), Wilson Pereira dos Santos (PSDB), José Joaquim de Souza Filho, o “Baiano Filho” (PSDB), Ondanir Bortolini “Nininho” (PSD) e Romoaldo Aloisio Boraczynski Júnior (MDB). Também são acusados o ex-governador Silval da Cunha Barbosa e o ex-deputado federal Pedro Henry, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Cidadãos armados enfrentam criminoso e evitam um possível massacre em loja do Walmart de...

Jovem encontra ex assistindo a Copa com outro e parte para cima dela com...

Armas para todos!

Jovem bate em namorada e tenta atropelá-la de caminhão por ela o mandar tomar...

Polícia Militar, Civil e até Exército são acionados por causa de confusão em festa

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Colégio de Presidentes da OAB-MT cobra da PGE transparência na programação do pagamento de dativos
O que está por trás da “estadualização” do Parque Nacional de Chapada?
Inscrições para prêmio mundial em educação estão abertas
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
TCE cita atrasos aos municípios mas dá parecer favorável às contas de Taques
Redes sociais terão que informar publicações impulsionadas por pré-candidatos
Taques se perdeu em algum ponto do caminho que começou em 2015
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Retirada da vacinação contra a febre aftosa é tema de encontro em Cuiabá
Tangará da Serra recebe pacote de investimentos em todas as áreas
CNA e governo vão atuar na prevenção e no combate à criminalidade no campo
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Roupa Nova confirma show em Cuiabá no dia 20 de julho; ingressos à venda
Concerto gratuito reúne coral infanto-juvenil e orquestra de câmara na UFMT
Cuiabá recebe, em 23 e 24 de junho, primeira Mostra de Dança Infantil
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Seleção brasileira começa a se preparar para enfrentar a Costa Rica
Obesidade atinge quase 20% da população brasileira, mostra pesquisa
Prédios de nove delegacias serão inaugurados pela Polícia Civil
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Por até R$ 23 mil, concurso da Polícia Federal oferece 500 vagas
Senai Distrito Industrial abre 590 vagas em cursos com início das aulas em junho e julho
ONG que promove desenvolvimento jovem internacional abre seleção para membros
X