|terça, 17 Julho 2018

Reportagem denuncia conexões entre Maggi, suposto “laranja” e venda de sentenças em MT

COMPARTILHECOMPARTILHE

A disputa por uma fazenda de calcário localizada em Rosário Oeste, que foi à leilão na Justiça do Trabalho e chegou a ser arrematada pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, à época senador, acabou levantando suspeita de vendas de sentenças por juízes de Mato Grosso, cujas investigações correram desde 2005 sob segredo de justiça nas corregedorias da Justiça do Trabalho e do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Conforme material ao qual o jornal O GLOBO teve acesso, Maggi acabou desistindo do lance, de R$ 22,7 milhões, e sub-rogou o direito de arrematação a Gilberto Eglair Possamai, que arcou com o valor e adquiriu a fazenda.

Segundo O Globo, ex-vereador de Sorriso pelo PSDB, Possamai se elegeu em 2004 sem declarar patrimônio e com despesas de campanha que somaram R$ 11 mil. Agora, em 2018, articula uma candidatura a suplente de senador.

A Procuradoria-Geral da República chegou a pedir a abertura de um inquérito no Supremo Tribunal Federal para investigar as condições em que se deram o leilão que teve a participação de Maggi, sob suspeita de que Possamai fosse seu “laranja”. O inquérito, no entanto, acabou arquivado por falta de provas.

De olho no calcário, o herdeiro da fazenda, Alain Borges, e os inquilinos para quem alugava as terras, passaram a questionar a propriedade do imóvel na Justiça, com o intuito de anular o leilão e impedir a falência da empresa Cotton King, uma fábrica de tecidos em Cuiabá de propriedade do falecido pai de Alain, que entrou em recuperação judicial e acabou penhorando os bens de Borges, inclusive a fazenda.

Com a briga judicial, a ideia era ainda tentar transferir a massa falida da empresa para as mãos de Jorge Zanette, um empresário que já foi preso em São Paulo por estelionato. O leilão chegou a ser anulado na 7ª Vara do Trabalho de Cuiabá. Na 1ª Vara Cível da cidade, por sua vez, o juiz Flavio Miraglia Fernandes homologou o arrendamento da Cotton King para a empresa Darling Harbour Confecções, de Zanette.

Em 2014, entretanto, o empresário brigou com a turma de Alain Borges e decidiu munir Possamai com o histórico de conversas de um mês que manteve no WhatsApp com a advogada Cláudia Regina Ferreira, que supostamente intermediava vendas de sentenças no Judiciário mato-grossense. O material, que possui 22 páginas e ao qual O GLOBO teve acesso, sugeria uma trama para manter as terras com seus antigos donos.

Clique aqui para ler a matéria completa.

COMENTÁRIOS

  1. A ganância de certas pessoas como a do Sr. Maggi, não tem limites, arrematou essa fazenda a troco de banana, através de um laranja, essa fazenda, pelo potencial que tem, vale pelo menos 10 vezes mais do que foi pago no leilão.

  2. Seria interessante levantar a ficha criminal desse Possamai e verão que se trata de estelionatário e vendedor de insumos agrícolas piratas! Figura conhecida em Sinop e região

  3. PGR em cobra providências há muito tempo contra esse absurdo! Vender fazenda de valor astronômico! Aí os juízes do TRT e Do TJ corrigem esse absurdo e eles é que são bandidos?

  4. Isso tá parecendo com o caso Lula. Decisão de 4 juízes de MT, apoiados em pedido da Procuradoria Geral da República por suposta fraude em leilão!
    Todos errados só esse Gilberto Possamai, e supostamente o Blairo, estão certos?

  5. Nesse caso, essa reportagem foi muito infeliz em lançar suspeitas contra os juízes do Trabalho e Estadual. A imprensa está sendo usada para legitimar uma falcatrua desse tal Possamai! Os juízes que anularam a venda da área estão corrigindo um absurdo. Basta ver o valor de avaliação e o valor pelo qual foi vendida a fazenda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Estado de Mato Grosso não deve autorizar desmates na APA Cabeceiras do Rio Cuiabá
Parque Serra Azul registra terceiro foco de incêndio em 2018
Esposa é ameaçada pela ex-amante do marido em Sinop
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
“A eleição está chegando e já tem político tentando me calar nas redes sociais”, diz Taques sobre determinação judicial
Taques põe “panos frios” em críticas de Lucimar: “Várzea Grande sempre merece mais”
Mato-grossenses têm R$123 mi liberados de restituição do IR; consulte o lote
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Santander lidera queixas a bancos no trimestre, diz Banco Central
Fenabrave traz para MT debate sobre o cenário político do país
Saldo da balança do agro em junho é de US$ 8,17 bilhões
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Líder quilombola Nezinho teria sido agredido por policial durante festa tradicional em Mata Cavalo
Protagonista de “Todo Mundo Odeia o Chris” tem interesse em gravar um reboot da série
Confira o primeiro teaser de Doctor Who com Jodie Whittaker
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Por dia, 37 crianças são vítimas de intoxicação ou envenenamento
Chanceler brasileiro viaja para negociar acordo entre Mercosul e UE
Mais de 3,3 milhões de contribuintes recebem hoje restituição do IR
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Concursos públicos pagam salários até R$20 mil; confira lista
Prefeitura de Tapurah lança Concurso Público com mais de 90 vagas
Sine Municipal de Sinop disponibiliza mais de 70 vagas de emprego
X