|Quarta-feira, 18 Julho 2018
(Foto:Leonardo Benassatto

Presidente do STJ nega 143 habeas corpus “padronizados” a favor de Lula

Pedidos foram impetrados na Corte após decisões conflituosas no Tribunal Regional Federal da 4ª Região neste domingo, 8

COMPARTILHECOMPARTILHE

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou 143 habeas corpus “padronizados” apresentados a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), após o episódio no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

No último domingo, o presidente do TRF-4 cassou um habeas corpus concedido a Lula pelo desembargador Rogério Favreto. A decisão ocorreu depois de mais de 10 horas de impasse, marcadas por conflitos entre o juiz Sergio Moro, Favreto e o desembargador relator da Lava Jato no TRF-4, João Pedro Gebran Neto.

“O Poder Judiciário não pode ser utilizado como balcão de reivindicações ou manifestações de natureza política ou ideológico-partidárias. Não é essa sua missão constitucional”, afirma a presidente da Suprema Corte sobre os pedidos de liberdade que chegaram padronizados ao STJ com o subtítulo ‘Ato Popular 9 de julho de 2018 – Em defesa das garantias constitucionais’.

Na decisão, Laurita afirma que qualquer cidadão tem direito de pedir aos poderes públicos “defesa de direitos ou contra ilegalidade ou abuso de poder”, contudo, “não é a consagrada ação” de habeas corpus a via para “manejar atos populares”.

“Essa petição padronizada de habeas corpus foi entregue no protocolo do Superior Tribunal de Justiça, durante o apertado período de Plantão da Presidência, com outras 142, em meio físico, ocupando vários servidores e movimentando diversos órgãos do tribunal, sobrecarregando a rotina de trabalho, já suficientemente pesada”, assinala a presidente do STJ.

Na decisão, Laurita ainda destaca que a determinação de cumprimento provisório da pena de Lula já foi discutida pelo STJ e pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Ontem, a ministra deu uma resposta a confusão jurídica instaurada dentro do TRF-4 e decidiu que Favreto, que concedeu um pedido de liberdade a Lula, não é competente para julgar o caso do ex-presidente, e não poderia ter concedido um habeas corpus ao petista.

No despacho, Laurita critica o imbróglio jurídico gerado pela atuação de Favreto durante o plantão, chamando a situação de “tumulto processual sem precedentes na história do direito brasileiro”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Sindicato presidido por irmão de Milan define apoio à oposição na eleição da FIEMT
Ministério reforça ações de combate às fake news sobre vacinas
Polícia Civil apreende 340 kg de cocaína em aeronave em MT; veja fotos
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Arcanjo descumpre regras do semiaberto e é intimado pela Justiça
Taques insinua que gostaria de entregar governo para deputado
“Sem MDB, o impeditivo está afastado”, diz Selma sobre apoio a Wellington
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Leilão de elite movimenta mais de R$ 800 mil durante AgroMT
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
Feira em São Paulo expande o mercado da madeira nativa de Mato Grosso
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Sesc Rondonópolis terá sessão voltada para a realidade brasileira até o fim do mês
Humorista cuiabano é criticado nas redes por comparar filho de Will Smith a “flanelinha”
Cuiabano participará de reality show de fotografia: “encorajou a me lançar como artista”
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Justiça Eleitoral abre habilitação para voto em trânsito
Conta de luz subirá até 3,86% com reajuste de receita de hidrelétricas
Decretada prisão temporária de cirurgião que operava em casa no Rio
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Inscrições para concurso da Educação são prorrogadas; veja prazos
Concursos públicos pagam salários até R$20 mil; confira lista
Prefeitura de Tapurah lança Concurso Público com mais de 90 vagas
X