|Quarta-feira, 18 Julho 2018
(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Plástica para Todos tem dois novos pacientes internados em UTIs por “complicações”

Casos aconteceram a quase dois meses da morte de paciente, que levantou a discussão sobre a segurança das cirurgias

COMPARTILHECOMPARTILHE

Duas novas pacientes do programa Plástica para Todos estão internadas em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) em Cuiabá após terem complicações médicas. As informações foram repassadas pela Sociedade Mato-grossense de Anestesia (Soma), que denunciou o programa ao Conselho Regional de Medicina (CRM) e ao Ministério Público Estadual (MPE).

Segundo informações divulgadas por meio de nota, as pacientes foram operadas no Hospital Militar e precisaram ser encaminhadas para outras unidades médicas. Os casos teriam acontecido neste mês de julho, dois meses depois da morte de uma jovem de 33 anos, que operou pelo programa na capital.

Ainda segundo a nota, as complicações são graves e as pacientes não tinham predisposição para intercorrências.

Representantes da Soma disseram ao LIVRE que a denúncia chegou por meio de profissionais que atenderam as pacientes. Preocupados com a situação, procuraram as autoridades. “Nosso principal objetivo é que em Mato Grosso tenhamos serviços médicos de qualidade e estamos assustados com o que vem acontecendo”, disse o secretário da Sociedade, o médico anestesista Felipe Audi Bernardino.

Conforme a Soma, uma das pacientes foi operada na semana passada e chegou a receber alta. No entanto, após passar mal, precisou ser encaminhada à UTI de um hospital particular. Na nova unidade médica, passou por uma nova cirurgia. A segunda paciente também teve complicações e precisou ser encaminhada à UTI da Santa Casa de Cuiabá. Ainda não há confirmações sobre o estado de saúde das pacientes.

Plástica para Todos

O programa Plástica Para Todos ficou conhecido pelo preço acessível dado às cirurgias estéticas, como lipoaspiração e colocação de próteses de silicones. No entanto, no dia 13 de maio, uma das pacientes, a esteticista Edleia Daniele Bueno, teve complicações logo após a cirurgia e morreu horas depois, quando já havia sido encaminhada para a UTI do Hospital Sotrauma.

Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a causa da morte teria sido um choque hemorrágico. Ainda assim, o caso segue em investigação junto ao CRM.

O programa foi bastante criticado por realizar cirurgias plásticas no Hospital Militar, que não possui UTI no local. No entanto, segundo a diretora do Conselho Regional de Medicina (CRM), nem todas as intervenções cirúrgicas exigem a existência de uma UTI no local, o que seria escolha do médico responsável pela operação.

Procurados, os responsáveis pelo programa não responderam aos chamados da reportagem. O espaço está aberto para manifestações.

Confira abaixo a nota de esclarecimento da Soma:
A SOMA – Sociedade Mato-grossense de Anestesia, se viu obrigada a alertar às autoridades e a população do nosso Estado sobre os fatos que vêm ocorrendo no programa denominado “Plástica para Todos”, realizado no Hospital Militar em Cuiabá/MT.

Até o momento recebemos informação que, além do terrível e triste óbito já noticiado amplamente, houve mais duas graves complicações em pacientes previamente saudáveis.

Estamos colaborando tecnicamente com o Ministério Público e demais órgãos competentes para que todos os fatos sejam elucidados e os responsáveis devidamente punidos.

 

Leia mais:

“Plástica Para Todos” diz que não houve erro médico e pedirá anulação de laudo sobre morte de paciente

“Plástica para Todos”: morte em cirurgia pode ter ocorrido por retirada excessiva de gordura

Hospital militar volta a alugar espaço ao “Plástica Para Todos”

Mulher morre após cirurgia plástica em hospital sem UTI em Cuiabá

 

COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Sindicato presidido por irmão de Milan define apoio à oposição na eleição da FIEMT
Ministério reforça ações de combate às fake news sobre vacinas
Polícia Civil apreende 340 kg de cocaína em aeronave em MT; veja fotos
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Arcanjo descumpre regras do semiaberto e é intimado pela Justiça
Taques insinua que gostaria de entregar governo para deputado
“Sem MDB, o impeditivo está afastado”, diz Selma sobre apoio a Wellington
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Leilão de elite movimenta mais de R$ 800 mil durante AgroMT
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
Feira em São Paulo expande o mercado da madeira nativa de Mato Grosso
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Sesc Rondonópolis terá sessão voltada para a realidade brasileira até o fim do mês
Humorista cuiabano é criticado nas redes por comparar filho de Will Smith a “flanelinha”
Cuiabano participará de reality show de fotografia: “encorajou a me lançar como artista”
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Justiça Eleitoral abre habilitação para voto em trânsito
Conta de luz subirá até 3,86% com reajuste de receita de hidrelétricas
Decretada prisão temporária de cirurgião que operava em casa no Rio
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Inscrições para concurso da Educação são prorrogadas; veja prazos
Concursos públicos pagam salários até R$20 mil; confira lista
Prefeitura de Tapurah lança Concurso Público com mais de 90 vagas
X