|domingo, 24 Junho 2018

    MP instaura inquérito civil para recuperar desvios na Seduc

    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Ednilson Aguiar/O Livre

    Seduc, Secretaria de Estado de Educação

    O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito civil para apurar o desvio de dinheiro público na Secretaria de Estado de Educação (Seduc). No âmbito criminal, as investigações conduzidas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) levaram à deflagração da Operação Rêmora, em 2016.

    O promotor Henrique Schneider Neto irá conduzir a investigação que visa apurar atos de improbidade administrativa dos agentes públicos envolvidos no caso e os danos aos cofres do governo do Estado causados pelo esquema de formação de cartel, fraudes em licitação e cobrança de propina. O inquérito foi instaurado no último dia 29 de agosto e tem o prazo de um ano para ser concluído.

    Segundo delação do empresário Giovani Guizardi, as empresas que tinham obras e medições de escolas da rede estadual eram cobradas para pagar propinas de 3% a 5% sobre os valores dos contratos com a Seduc.

    Durante as deflagrações de três fases da Rêmora, o Gaeco apurou que a organização criminosa se dividia em quatro núcleos, organizados de maneira autônoma e independente com objetivo de fraudar licitações e cobrar dinheiro de empresários no âmbito da Seduc.

    Núcleos do esquema
    O núcleo político, de liderança do esquema, teria como principal peça o empresário Alan Malouf. Ele afirmou em seus depoimentos que participou dos desvios com o objetivo de receber de volta R$ 2 milhões investidos na campanha do governador Pedro Taques, da qual ele seria um dos coordenadores.

    O governador nega que sua campanha tenha recebido qualquer valor irregular ou que o empresário tenha participado diretamente de sua coordenação. Taques chamou de “levianas” as declarações de Malouf.

    O núcleo de agentes públicos seria formado pelo ex-secretário Permínio Pinto, além dos servidores Wander Luiz dos Reis, Fábio Frigeri, Moises Dias da Silva e Juliano Jorge Haddad. Este grupo agiria para facilitar o acesso de empresários a informações sobre licitações e também para se assegurar que eles se sagrassem campeões dos editais de obras abertos pela Seduc.

    Os operadores Giovani Guizardi, Luiz Fernando da Costa Rondon e Leonardo Guimarães Rodrigues seriam responsáveis pela execução do esquema, realizando a cobrança da propina junto a empresários e a entrega dos recursos desviados a seu destino final. Em seu acordo de delação premiada, Guizardi afirma que ao menos R$ 260 mil foram desviados.

    No núcleo de empresários, o MPE identificou 18 empreiteiros e empresas que teriam distribuído as obras entre si, atuando na formação de um cartel. Rondon e Rodrigues, além do empresário Esper Haddad Neto, seriam as lideranças entre os que contribuíram com propina ao esquema.

     

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Governo lança ponte de R$ 11 milhões em Rondonópolis
    Escadarias da Igreja de São Benedito são lavadas em ritual que une religiões
    Cinco veículos se evolvem em grave acidente na BR-163 entre Sinop e Sorriso
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    Governo lança ponte de R$ 11 milhões em Rondonópolis
    Em Rondonópolis, Taques diz que evitou colapso de MT na crise
    Para Leitão, entrada de Mendes deixa cenário eleitoral imprevisível
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Na África do Sul, Maggi desafia Brics a obter resultados mais concretos
    Por dia, há dois acidentes envolvendo cargas soltas na BR-163
    Exportação de produtos florestais cresce e segmento já é o segundo da pauta do agro
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Escadarias da Igreja de São Benedito são lavadas em ritual que une religiões
    Vinnie Paul, baterista do Pantera, morre aos 54 anos
    Juliana Grisólia e Deize Águena se apresentam em Food Park neste domingo
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Ministro nega recurso de Lula e julgamento no STF é cancelado
    Caixa e BB divulgam calendário de saques do PIS/Pasep
    Justiça homologa delação de Antônio Palocci
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Sejudh abre processo seletivo para contratação de médicos
    SES abre processo seletivo para preencher vagas no programa Telessaúde MT
    Agência de empregos seleciona estagiários para área de telemarketing em Cuiabá
    X