|Segunda-feira, 25 Junho 2018

    Governo entrega PEC do Teto de Gastos à Assembleia Legislativa

    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Ednilson Aguiar/O Livre

    Deputado Botelho, secretário José Adolfo casa civil

    O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho, e o chefe da Casa Civil, José Adolfo

    O secretário-chefe da Casa Civil, José Adolpho de Lima Avelino Vieira, entregou ao presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Teto de Gastos.

    O chefe da Casa Civil pediu que o texto seja aprovado até o dia 30 de novembro, quando está marcada a adesão do Estado à renegociação de dívidas com a União, prevista na Lei Complementar 156.

    Botelho informou que vai nomear uma comissão especial formada por cinco deputados para analisar o projeto. Eles não têm prazo determinado para entregar o parecer, que será votado em plenário.

    Depois, o texto vai seguir para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que vai emitir o segundo parecer sobre o texto. Em seguida, o projeto será encaminhado para votação final. O líder do governo, Dilmar Dal Bosco (DEM), estima que o todo o trâmite leve cerca de 40 dias.

    “Todos estão conscientes da necessidade deste projeto, que trará uma economia de R$ 1,3 bilhão no pagamento de dívidas nos próximos anos”, disse o secretário.

    Ele lembrou que o texto não passará pela sanção do governador, pois as PECs, depois de aprovadas, são promulgadas pelo presidente da Assembleia Legislativa. ” Mas confiamos plenamente nesta Casa e acreditamos que eles vão aprovar o que for melhor para a população mato-grossense”, ressaltou.

    José Adolpho afirmou que tudo que foi acordado com os servidores , incluindo o pagamento da reposição inflacionária, a revisão geral anual (RGA) vai ser cumprido. “Se o cenário econômico melhorar, podemos afrouxar o teto”.

    Limite de despesas

    A Lei Complementar 156 exige dos Estados que, nos anos de 2018 e 2019, as despesas primárias sejam de, no máximo, o valor empenhado em 2016. Em Mato Grosso, isso corresponde a R$ 16 bilhões, corrigidos pela inflação. O governo estadual busca se enquadrar nessa lei para obter a renegociação de dívidas.

    A dívida bruta de Mato Grosso era de R$ 6,6 bilhões em abril deste ano. Desse montante, R$ 2,7 bilhões podem ser renegociadas por meio da lei complementar, o que corresponde a 41% do total. 

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Grupo de dança São Gonçalo leva a cultura do siriri para a Festa de São Benedito
    Gravado em Cuiabá, curta sobre relacionamento abusivo pretende ser alerta para mulheres
    Mato Grosso se prepara para prender velhinhos e sitiantes com suas perigosas garruchas e espingardas
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    Mato Grosso se prepara para prender velhinhos e sitiantes com suas perigosas garruchas e espingardas
    “Eu realizo, não faço projeto eleitoreiro”, diz Geller sobre aprovação de propostas na Câmara Federal
    Sinfra questiona sobrepreço de R$ 58 milhões apontado pelo TCE
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Estados se reúnem para discutir retirada da vacina contra febre aftosa
    Aprosoja protocola ação judicial questionando desvio de finalidade do Fethab 2
    Na África do Sul, Maggi desafia Brics a obter resultados mais concretos
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Conjunto de obras sacras reforça histórico de fé da primeira paróquia de Sinop
    Evento mundial sobre asteroides acontece em Cuiabá e Tangará a partir desta 2ª
    Pantanal Shopping lança álbum de figurinha de realidade aumentada
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Mercado espera por mais inflação e menor crescimento econômico
    Ministro da Segurança Pública defende distinção entre traficante e usuário de drogas
    Ministro nega recurso de Lula e julgamento no STF é cancelado
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Sejudh abre processo seletivo para contratação de médicos
    SES abre processo seletivo para preencher vagas no programa Telessaúde MT
    Agência de empregos seleciona estagiários para área de telemarketing em Cuiabá
    X