|Segunda-feira, 18 Março 2019
(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Em meio a confusão e brigas, Câmara aprova taxação de aplicativos de transporte

Após quase cinco horas de muita discussão, projeto foi aprovado por 17 votos favoráveis e 5 contra

COMPARTILHECOMPARTILHE

A Câmara de Cuiabá foi palco de mais uma confusão entre os vereadores na manhã desta quinta-feira (14), durante a votação da lei que institui novas tributações aos motoristas de aplicativos de transporte, como Uber e 99. Renivaldo Nascimento (PSDB) e Abílio Junior (PSC) estavam entre os mais exaltados.

Renivaldo não gostou quando o assessor do deputado estadual Ulysses Moraes (DC), Rafael Millas, aplaudiu uma fala de Abílio Junior. Seguiu Rafael, que estava saindo do plenário, para tirar satisfação. À equipe do LIVRE, Ulysses – que foi à Câmara defender a reprovação do projeto – disse que o vereador estava exaltado e que deu um “empurrão” em seu assessor, o que considerou um absurdo.

Já Abílio Junior subiu até a galeria, onde diversos taxistas acompanhavam a sessão, e protagonizou um bate boca com os profissionais. Presidente da Câmara, Misael Galvão (PSB), ameaçou chamar a Polícia Militar e pediu o apoio de seguranças para esvaziar a galeria.

Os dois vereadores também se estranharam quando Abílio afirmou que Renivaldo teria mentido ao dizer que a taxa de vistoria que estaria dentro do projeto já existia em São Paulo. Após a fala Renivaldo deu um soco no tablet que Abílio portava.

Outro bate boca, mas entre Abílio Junior e Toninho de Souza (PSD), terminou em um pedido de desculpas e um abraço para selar a paz. Toninho defendeu que o novo projeto não geraria aumento dos preços dos aplicativos, nem prejudicaria os usuários.

(Foto: Ednilson Aguiar / O LIVRE)

A aprovação do projeto

A sessão foi marcada por interrupções, prorrogações e pedidos de vistas. Após quase cinco horas de muita discussão, a nova regulamentação, que institui a alíquota de 5% de ISS, além da cobrança de R$ 0,05 por quilômetro rodado e uma taxa de vistoria de aproximadamente R$ 150, foi aprovada por 17 votos favoráveis e 5 contra.

As cobranças e gestão do recurso deve ficar a cargo da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob).

COMENTÁRIOS

  1. E viva o Lobby.., Vereadores de Cuiabá mais uma vez demonstram que são dignos dos apelidos de Casa do Horrores, Casa do Artistas, etc… O absurdo que chagamos é que “F

  2. E viva o Lobby.., Vereadores de Cuiabá mais uma vez demonstram que são dignos dos apelidos de Casa do Horrores, Casa do Artistas, etc… O absurdo que chagamos é que “Falta liberdade para trabalhar”. Mais uma vez o poder público, que nada produz, arregala os olhos sobre o trabalhador visando tirar parte de seu lucro. Como se não bastasse os impostos e taxas públicas já recolhidos, agora mais uma alíquota e valor por KM rodado. Os nobres vereadores deveriam recolher uma taxa também para cada projeto apresentado por mudança de nome de rua, moção de aplausos, moção de congratulações, e demais desserviços que prestam.

  3. #URGENTE #

    É uma fronta para o povo ….esses vereadores deviriam ser expulso desta casa de leis isso , pois ao inves de defender a população esta é colocando o povo para pagar mais impostos isso sim….enguanto isso as ruas estão esburacadas e a saúde continua na UTI que vergonha em prefeito do palitooo….Estou me sentindo triste com tudo isso um verdadeiro descaso com a população vamos dar o troco a esses vereadores em 2020 nas urnas minha gente …

    #TMJ @MÁRIO BENEVIDES.

  4. só abilio mesmo pra defender o povo, obrigado vereador, e parabens por fazer seu papel, a gente sabe que não é + que sua obrigação mas muitros não faz

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

LINKS PATROCINADOS

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Após anos trabalhando com apenas uma viatura, Bombeiros recebem duas novas unidades
Jovem que criou grupo de ameaça a escola de Cáceres se diz arrependido
Procon orienta: consumidores podem e devem visitar cozinhas dos restaurantes
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Barra do Garças perde 70 mil hectares para Nova Xavantina
Ulysses Moraes já considera disputar a Prefeitura de Cuiabá
STJ: esposa não precisa mais dividir pensão com a amante do marido
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Retorno das exportações de carne in natura é tema principal em Washington
Jornalistas do agronegócio realizam encontro internacional
Alceu Moreira: “o Agro com a Cristina ficou doce”
Artes Cênicas Artes Visuais Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia Literatura Música
Vingadores: Ultimato será focado na formação original do grupo, garante produtor
Josh Broling, o Thanos, ficou chocado com o fim de Vingadores: Guerra Infinita
Procon orienta: consumidores podem e devem visitar cozinhas dos restaurantes
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Bolsonaro chega aos Estados Unidos em busca de parcerias
Estudantes brasileiros participam de festival de robótica no Rio
Mega-Sena pode pagar R$ 11 milhões neste sábado
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Confira 10 concursos com vagas abertas e salários que pagam até R$ 18 mil
Startup criada em MT ajuda pais e mães e a encontrarem a babá certa
Prefeitura de Cuiabá convoca mais aprovados em concurso da Educação
X