|terça, 19 Junho 2018

    Aneel aprova edital de leilão A-6 marcado para 20 de dezembro

    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Arquivo/EBC

    conta de luz

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o edital do leilão A-6, que será realizado no dia 20 de dezembro. O preço-teto da licitação será de R$ 329,00 por megawatt-hora (MWh).

    As usinas contratadas deverão começar a fornecer energia em 1º de janeiro de 2023. Poderão participar da disputa empreendimentos hidrelétricos, com contratos de 30 anos; eólicos com contratos de 20 anos; e termelétricas a biomassa, carvão e gás natural, com contratos de 25 anos.

    Para empreendimentos hidrelétricos, o preço máximo será de R$ 281,00 por MWh. Para eólicas, o teto será de R$ 276,00 por MWh; para termelétricas a biomassa e carvão, será de R$ 329,00 por MWh; para termelétricas a gás natural, o preço será de R$ 319,00 por MWh.

    A Aneel também vai contratar empreendimentos que já possuem outorga, com e sem contrato. É o caso de empreendimentos existentes que queiram ampliar a produção.

    Nesses casos, o preço máximo para pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e centrais geradoras hidrelétricas (CGHs) será de R$ 211,81; para eólicas, R$ 173,76; e para termelétricas a biomassa, R$ 230,66.

    Segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), 1.092 projetos foram cadastrados, totalizando 53.424 megawatts de potência instalada. A maior parte dos projetos inscritos é eólica.

    Como não houve inscrição de hidrelétricas com potência acima de 50 MW, que teriam prioridade na contratação, a licitação terá apenas uma fase, conforme a diretriz de alocação de demanda para cada produto.

    Nesse leilão, os projetos são de maior porte, e há um prazo maior, de seis anos, para concluir as obras e entregar os empreendimentos. Por essa razão, a Aneel decidiu propor algumas condicionantes, de forma a evitar atrasos e cancelamentos de usinas e linhas de transmissão, como ocorreu nos últimos anos.

    Será vetada a participação de empresas e integrantes de grupos econômicos com desempenho insatisfatório na gestão de empreendimentos de energia ou com penalidades imputadas. Serão excluídas empresas punidas que tiveram processo de caducidade de concessão ou que registraram atraso superior a um ano nas obras nos últimos 36 meses.

    Não poderão participar empresas em recuperação judicial ou extrajudicial, sob intervenção ou que tenham sido suspensas pela Aneel.

    A Aneel também vai exigir experiência para usinas que tiverem potência acima de 300 MW. Essas empresas terão que comprovar ter implantado uma central geradora com ao menos um terço da capacidade proposta na licitação.

    As companhias também terão que comprovar capital mínimo de 20% do montante necessário à implantação do empreendimento.

    (Com Agência Estado)

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Cidadãos armados enfrentam criminoso e evitam um possível massacre em loja do Walmart de...

    Jovem encontra ex assistindo a Copa com outro e parte para cima dela com...

    Armas para todos!

    Jovem bate em namorada e tenta atropelá-la de caminhão por ela o mandar tomar...

    Polícia Militar, Civil e até Exército são acionados por causa de confusão em festa

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Colégio de Presidentes da OAB-MT cobra da PGE transparência na programação do pagamento de dativos
    O que está por trás da “estadualização” do Parque Nacional de Chapada?
    Inscrições para prêmio mundial em educação estão abertas
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    TCE cita atrasos aos municípios mas dá parecer favorável às contas de Taques
    Redes sociais terão que informar publicações impulsionadas por pré-candidatos
    Taques se perdeu em algum ponto do caminho que começou em 2015
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Retirada da vacinação contra a febre aftosa é tema de encontro em Cuiabá
    Tangará da Serra recebe pacote de investimentos em todas as áreas
    CNA e governo vão atuar na prevenção e no combate à criminalidade no campo
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Roupa Nova confirma show em Cuiabá no dia 20 de julho; ingressos à venda
    Concerto gratuito reúne coral infanto-juvenil e orquestra de câmara na UFMT
    Cuiabá recebe, em 23 e 24 de junho, primeira Mostra de Dança Infantil
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Seleção brasileira começa a se preparar para enfrentar a Costa Rica
    Obesidade atinge quase 20% da população brasileira, mostra pesquisa
    Prédios de nove delegacias serão inaugurados pela Polícia Civil
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Por até R$ 23 mil, concurso da Polícia Federal oferece 500 vagas
    Senai Distrito Industrial abre 590 vagas em cursos com início das aulas em junho e julho
    ONG que promove desenvolvimento jovem internacional abre seleção para membros
    X