13 de setembro de 2017 - 10:10

Polícia investiga duas versões para atropelamento de mulher por ex-namorado

Caso controverso aconteceu na noite desta terça-feira (12), em Várzea Grande

Karina Cabral

, da Redação

karina.cabral@olivre.com.br

Um desentendimento entre ex-namorados acabou na delegacia na noite desta terça-feira (12/9). A mulher, de 36 anos, afirmou ter sido vítima de tentativa de homicídio por atropelamento, mas a mãe do rapaz, que registrou o boletim, afirmou que a vítima se jogou de moto em frente ao carro do suspeito.

O suposto atropelamento aconteceu no bairro Sebastião dos Anjos, em Várzea Grande, por volta das 22h30.

O boletim de ocorrência foi registrado como homicídio doloso tentado, porém, como dito acima, há duas versões para o fato.

A mãe do rapaz afirmou à Polícia Militar que a vítima se jogou na frente do veículo para incriminá-lo. E que a motivação seria "problemas na separação".

À reportagem do LIVRE a mãe afirmou que a suposta vítima tem tentado acabar com a vida do ex e, para isso, o estaria “infernizando”. E que, embora não estivesse no local do fato no momento em que aconteceu, diversas testemunhas viram a cena.

Mas a ex-namorada contestou essa versão no boletim de ocorrência. Ela afirmou que foi vítima de uma tentativa de homicídio por atropelamento.

No registro do boletim, a mulher estava com diversas lesões pelo corpo, machucados nos dois joelhos, no ombro direito, no antebraço esquerdo e um grande hematoma na face, próximo ao olho direito; segundo ela, por causa do atropelamento.

Após o fato, o suspeito teria fugido do local e a vítima foi socorrida pela ex-cunhada, que a levou até a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Ipase, onde foi atendida e liberada.

O caso é investigado pela Polícia Civil de Várzea Grande.